Social Network

Powered by Google Translator
Powered by Google Translator

Queda de raios: Como proteger os seus equipamentos?

Você sabia que o Brasil é líder mundial em queda de raios?

São 50 milhões por ano, sendo que 90% deles se concentram na primavera e no verão! Logo, é fundamental que você proteja os seus aparelhos com soluções eficazes contra esses fenômenos. Confira algumas dicas de como fazer isso.

Retire os aparelhos da tomada quando houver queda de raios

Essa é a solução mais simples contra a queima de equipamentos durante uma tempestade. Se você perceber a ocorrência de relâmpagos e não souber se a sua casa ou apartamento tem algum tipo de proteção elétrica contra raios, retirar os eletrônicos da tomada é a melhor opção. Vale lembrar que as redes de telefone, televisão e internet também conduzem energia elétrica. Por isso, nesses casos, lembre-se de desconectar aparelhos como o telefone fixo, o modem e o decodificador do sinal de TV dessas linhas.

Instale dispositivo de proteção contra surtos (DPS) de uso geral

Os DPSs são equipamentos que visam proteger a sua rede elétrica e os eletroeletrônicos contra variações de tensão e raios. Eles detectam a anomalia na rede e desviam esse pulso para que seja descarregado por meio do sistema de aterramento. Por isso, se você investir nessa categoria de proteção, não há a necessidade de retirar seus aparelhos da tomada durante uma tempestade. Os DPSs de uso geral devem ser instalados no quadro de distribuição da casa e têm o aspecto parecido com o de um disjuntor. O número necessário de DPSs varia de residência para residência, então é essencial que você entre em contato com um eletricista para fazer uma instalação adequada e segura. Também há diversas especificações de DPS e, por isso, o preço desses aparelhos varia de R$ 50 a até mais de R$ 300.

Utilize DPS de uso individual

Outra opção é instalar DPS de uso individual (ou portátil) para proteger os seus equipamentos. Apesar de serem portáteis, eles também são capazes de preservar geladeiras e freezers, e não apenas notebooks, TVs, computadores etc. Esses dispositivos são mais simples de instalar que os de uso geral. Basta colocar um deles na tomada, plugar um aparelho no DPS e verificar se a proteção está ativada — em geral, um LED indica que o DPS está em funcionamento. A maior desvantagem aqui é que você precisará usar um DPS para todo aparelho que deseja proteger. Cada um custa em torno de R$ 50.

O que não protege seus equipamentos contra raios?

É importante destacar que certos dispositivos não protegem os eletroeletrônicos contra raios. Filtros de linha, estabilizadores e no-breaks, por exemplo, têm finalidades distintas, mas nenhum deles oferece proteção contra surto elétrico causado por raio. O mesmo vale para os para-raios.

O que fazer quando um aparelho queima?

Há inúmeros problemas elétricos que podem fazer com que um aparelho queime. E se isso acontecer devido a picos de energia de responsabilidade da concessionária, você tem direito ao ressarcimento. Ou seja, se você teve algum equipamento queimado após uma oscilação de tensão, por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) você pode enviar uma reclamação diretamente à distribuidora de energia.

Vale a pena fazer um seguro contra danos elétricos?

Ainda que você proteja a rede elétrica da sua casa contra surtos provenientes de raios, há outros fatores que podem causar curtos-circuitos ou outros danos elétricos. Por isso, se você tiver muitos eletroeletrônicos ou dispositivos eletrônicos de valor na sua residência, pode ser uma boa ideia fazer um seguro residencial ou algo mais específico, como um seguro para portáteis.

LEAVE A REPLY